Riviera Albanesa: Roteiro nas Praias da Albânia

por Flávio Mendes

A Riviera Albanesa sem sombra de dúvidas é uma região que não poderá ficar fora do seu roteiro pela Albânia. Entre as praias de Lukove e Dhermi ficam as praias mais bonitas do país, sendo muitas delas ainda intocadas, onde o turismo ainda não chegou com muita força.

Contudo, acreditamos que isso não vai durar muito tempo, por isso recomendamos que vá agora enquanto a Riviera Albanesa ainda não está super explorada. Além disso, o país tem as pessoas mais simpáticas, prestativas e amáveis que passamos durante a nossa viagem de volta ao mundo. 

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório para viajar para Europa?

Sem ele você pode ser proibido de entrar no país e o atendimento hospitalar pode sair bem caro na Europa. Você não quer viajar e ter uma dor de cabeça, né verdade!? O nosso parceiro Seguros Promo é um comparador de seguros viagem que garante os melhores preços. Faça uma cotação e conheça excelentes seguros para a sua viagem, ganhando 15% de desconto usando o código VIAJELEVE15.

QUERO UM ORÇAMENTO

Antes de falar sobre cada praia que passamos, queremos deixar algumas informações valiosas para sua viagem na Riviera Albanesa. Mas se você quiser seguir direto a algum assunto, é só clicar no link abaixo e será encaminhado.

Geografia da Albânia

Para começar, vamos a uma breve explicação sobre a geografia da Albânia. Isso porque o país é comprido e pequeno, formado por uma cadeia de montanhas que chegam até o mar, ou seja, boa parte das praias da Riviera Albanesa ficam nas entranhas dessas montanhas.

A estrada que conecta as principais cidades do país rodeia essas montanhas. Portanto percebemos que para conhecer cada praia dessa região, seria necessário ter um carro. Isso porque a estrada principal passa lá por cima das montanhas, ora aos 50m ora aos 1000m de altitude.

As pequenas praias são conectadas à essa estrada principal por pistas estreitas, algumas asfaltadas, outras esburacadas ou até mesmo de terra. O que significa que o acesso para quem usa outros tipos de transporte fica difícil.

Para quem pega carona, a dica é tentar pegar a carona até a praia desejada direto. Descer na estrada principal e descer a pé até a praia será trabalho árduo. Mais árduo ainda poderá ser o retorno, caso pense nisso.

Mesmo quem vai de transporte público, que é um pouco precário no país, terá o mesmo problema para chegar nas praias mais isoladas da Riviera Albanesa. Sendo assim, vimos que alugar um carro seria a melhor opção.

Alugando um carro na Albânia

Alugar um carro é relativamente fácil na Albânia, mas mesmo assim recomendamos fazer a reserva online e apenas retirar na cidade que estiver. Isso porque os preços variam muito na cidade, sendo necessário fazer uma pesquisa e perder tempo. 

A estrada principal da Riviera Albanesa tem exatos 68km, ou seja, você não gastará tanta gasolina nesse percurso. Nós gastamos apenas 1/4 do tanque, mesmo descendo e subindo nas praias.

Além disso, escolhemos pegar o carro no início da Riviera Albanesa e devolver na última praia, mas você pode ir até Tirana, por exemplo. Pois independente de onde começar e terminar a sua viagem, o melhor mesmo será estar de carro por causa da facilidade de locomoção.

Como são as estradas albanesas?

As estradas da Albânia são boas de forma geral, mas algumas partes não tem muita sinalização. As pistas que conectam a estrada principal até a praia são melhores do que esperávamos, contudo algumas são de terra. 

Algo que achamos ruim é que as pessoas dirigem que nem loucos dentro das cidades. Por incrível que pareça, não é da mesma forma nas estradas. Talvez seja porque cruzamos o país fora da alta temporada e por isso foi tranquilo dirigir pela Albânia.

Além disso, é importante falar para tomar cuidado com os arbustos secos da vegetação que circunda as estradas, pois podem arranhar o carro. Passamos por muitas montanhas e serras, mas correu tudo muito bem e de modo geral foi muito mais tranquilo do que esperávamos.

Quanto tempo para conhecer a Riviera Albanesa?

Nosso plano inicial era de alugar o carro por 7 dias para conhecer tudo com muita calma, mas decidimos alugar por 5 dias e estender se precisássemos. Porém os 5 dias foram suficientes para conhecer as praias, mas certamente dá para ficar mais dias relaxando por lá.

De antemão aviso que as praias mais bonitas ficam nessa região da Riviera Albanesa. Continuamos nossa viagem para as praias que ficam mais ao norte do país como Vlore e Durres e não gostamos tanto. São cidades grandes, com o mar muitas vezes sujo.

Portanto, se quer conhecer praias bonitas, aproveite o trecho entre Lukove e Dhermi, sem esquecer de incluir Ksamil e Saranda, é claro.

Roteiro nas praias da Riviera Albanesa

As principais praias da Albânia que compõem a Riviera Albanesa estão listadas abaixo. É claro que existem muitas outras que apenas passamos e não paramos, mas as principais falaremos a seguir.

Algumas não gostamos e vamos dizer no decorrer desse post. Outras nem sabíamos que existiam e acabaram entrando de última hora no roteiro. Algumas foram surpresas para nós, e sendo assim, montamos um roteiro com 9 praias por onde passamos.

Lukove

Praia de Lukove
Praia de Lukove

Saímos de Saranda em direção ao norte do país e na estrada uma placa dizia que havíamos entrado na Riviera Albanesa. A primeira praia que paramos foi Lukove, uma praia que é dividida em duas por um pequeno morro. 

Só tiramos algumas fotos e partimos, pois achamos a praia um pouco suja. Tinha bastante lixo jogado na estradinha que dá acesso a ela e logo vimos que não seria tão boa quanto esperávamos.

Acesso: Partindo da estrada principal são 10 km de descida por uma serra, ou seja, é ideal para quem vai de carro. Para quem pega carona recomendamos ir apenas se a sua carona for te deixar na praia. Para quem vai de transporte público o problema será o mesmo.

Hotéis: Não há hotéis na beira mar, mas tem o Lumra Rooms que fica na estrada de acesso a praia. O Lagji Eduard fica na estrada principal, quase em frente a pista de acesso à praia, enquanto o Itaka Hotel fica um pouco depois. Veja todas as opções de hotéis em Lukove.

Camping: Você pode acampar na areia da praia ou debaixo das árvores que ficam bem no fim da estrada que dá acesso a praia. Isso porque ela é deserta e parece tranquilo acampar por lá.

Alimentação: Apenas os restaurantes do canto esquerdo da praia estavam abertos. Não têm mercados e nenhum outro tipo de serviço por lá.

Banheiro e chuveiro: No restaurante que divide as duas partes da praia tem, mas estava fechado, assim como o restaurante. Já nos restaurantes do canto esquerdo da praia haviam banheiros e chuveiro.

Buneci

Praia de Buneci
Praia de Buneci

Seguimos para Buneci, a próxima praia da nossa lista que fica ao norte de Lukove. Essa praia foi amor à primeira vista e logo que chegamos vimos que seria o lugar ideal para passarmos a noite acampando.

Na praia há um rio com água cristalina e gelada que tomamos banho, mas não foi problema para o calor que fazia. Este rio divide a praia em duas e também há um píer desativado que é bem legal para dar uns mergulhos.

A praia neste lado é um pouco extensa, tinha um bar e estava mais deserto. Preferimos ficar perto do rio, onde tinham mais pessoas, um pequeno bar e um mercado que estava fechado. Atravessando o rio, o mar é mais agitado, por isso, fizemos apenas uma caminhada.

Acesso: Será necessário descer a serra com 6 km, por isso, chegar de carro é sossegado, mas de carona e transporte público é mais difícil.

Hotéis: O SeaScape Vila é aparentemente o único que fica perto da praia. As outras opções ficam para o Sea Apartments Bunec e o Hotel Moliana, localizados na estrada principal de frente a pista de acesso à praia. Veja todos os hotéis em Buneci.

Camping: Acampamos na areia da praia próximo ao rio no lado esquerdo, mas há o espaço Camping & Karavan Free Smile no lado direito da praia. Quando desmontamos a barraca no dia seguinte um escorpião saiu de baixo, por isso, sempre mantenha a barraca fechada.

Alimentação: Existe um pequeno bar e restaurante perto do rio, um bar maior no canto esquerdo e um mercado que mencionamos anteriormente.

Banheiro e chuveiro: O chuveiro do pequeno bar fica com água doce bombeada do rio 24 horas, mas você pode tomar banho direto no rio se quiser. Quanto ao banheiro tem o do mesmo restaurante citado.

Borsh

Praia de Borsh na Riviera Albanesa
Praia de Borsh

Praia extensa que liga a praia Qazim Pali e tem um pouco de estrutura de hotéis. Por outro lado, é lotada de beach clubs, bares e restaurantes. Só passamos por ela, mas como não curtimos muito seguimos viagem.

Acesso: Ao contrário das anteriores, não será necessário pegar uma serrinha ou estrada opcional para descer. A estrada principal passa perto da entrada da praia, próxima ao nível do mar. Aos que estão pegando carona, dá pra ir andando, mas é um pouco distante, por isso tente outra carona no início da estrada que chega na praia.

Hotéis: O Sole Luna Hotel é uma das poucas opções de hotéis de frente à praia e oferece espreguiçadeiras na beira mar. O Villa John é outra opção que fica na beira mar, porém é no final da praia. Veja todas as opções de hospedagem em Borsh.

Camping: Vimos alguns campings de frente pra praia, mas é possível fazer camping selvagem nas pontas da praia ou até mesmo no meio. Não é nada que você vá ficar isolado de outras pessoas, por isso corre o risco de alguém falar que não pode acampar.

Alimentação: Assim como os beach clubs, existem pequenos restaurantes mais em conta e mercadinhos. Além disso, os hotéis que citamos tem restaurante para você fazer boas refeições.

Banheiro e chuveiro: Alguns beach clubs têm chuveiros e banheiros, por isso talvez seja possível utilizá-los. Use a mesma tática e peça para usar nos restaurantes e hotéis.

Qeparo

Praia de Qeparo
Praia de Qeparo

Apesar de extensa, o centrinho da vila em Qeparo é bem pequeno. As construções ficam em uma ladeira e são bem parecidas com as da Croácia. Para quem quer sossego parece ser uma praia bem legal. 

Passamos apenas algumas horas, gostamos bastante e até pensamos em ficar por lá. Contudo, nossa intenção era acampar, mas vimos que para fazer camping ficaria um pouco desprotegido e visível.

Acesso: Você vai precisar descer uma pequena serra, mas bem fácil. Aos caroneiros, dá pra descer na estrada e ir andando numa boa.

Hotéis: Há pousadas e hotéis espalhadas pela encosta da montanha e por isso é possível ficar hospedado por lá com tranquilidade. Os mais populares são o Napolon Complex que é um hotel 3 estrelas com piscina e o Qeparo Pano que tem apartamentos completos. Veja todos os hotéis em Qeparo.

Camping: Não vimos campings em Qeparo, mas no google mostra algumas opções e dá pra fazer camping selvagem se tiver coragem. Isso porque você pode andar e ficar mais isolado nas pontas da praia ou no centro mesmo. Como o calçadão da praia é mais elevado, a barraca pode ficar encostada, se escondendo um pouco.

Alimentação: Existem algumas opções de bares e restaurantes em toda a vila, pois essa é uma região com mais estrutura. Vimos mercadinhos na estrada e outro de frente pra praia.

Banheiro e chuveiro: Podemos contar apenas com os banheiros dos restaurantes, pois não vimos chuveiros na areia da praia.

Himara

Praia de Himara
Praia de Himara

Foi uma das maiores praias que passamos pelo caminho da Riviera Albanesa. Tem cara de cidade grande, com estrutura de hotéis, mercados e restaurantes, por exemplo. Foi a segunda praia que escolhemos como base, onde ficamos mais uma noite.

Acesso: A estrada principal passa dentro da cidade e numa parte da praia, ou seja, não é necessário pegar outra pista de acesso. Para quem tá de carona ou transporte público, pode descer na cidade com tranquilidade.

Hotéis: O Rea Boutique é o único 5 estrelas da cidade para quem busca luxo e sofisticação. Porém há muitos hotéis e pousadas espalhados por todos os cantos, assim como hostels e apartamentos para alugar. Veja todas as opções de hospedagem em Himara.

Camping: Vimos apenas um camping bem no início da praia, mas é possível fazer camping selvagem no canto direito. Acabamos não tentando fazer camping selvagem em Himara pois estava muito movimentado.

Alimentação: Não faltam mercados e ainda com preços bem mais acessíveis. Restaurantes são diversos, principalmente gregos, que têm muita influência nessa região.

Banheiro e chuveiro: Apenas banheiros dos restaurantes estão disponíveis para quem procura. Os chuveiros da praia, nesse caso da prefeitura, ficam no calçadão, mas estavam desativados.

Livadi

Praia de Livadhi
Praia de Livadhi

Esta praia é bem parecida com Borsh, porém um pouco menor. Tem algumas ofertas de hotéis, bares e restaurantes, por isso passamos a manhã toda por lá e seguimos viagem para conhecer e dormir na próxima.

Acesso: Você pode chegar por uma serra com muitos zigzags. Para os caroneiros será difícil chegar a partir da estrada principal e principalmente voltar, por isso tente uma carona direto pra lá.

Hotéis: Existem algumas opções de hotéis mais simples e apartamentos para alugar como o Tonea’s Houses que é um dos melhores da região. Outros bem populares são Nashos Bungalows que fica de frente a praia e o Janakis Garden que fica na montanha, porém a uma curta caminhada. Veja todos os hotéis de Livadi.

Camping: Tem alguns campings disponíveis bem de frente pra praia e vários no final da pista beira bar à esquerda. Além disso dá pra fazer camping selvagem nas pontas da praia ou até mesmo no meio dela. Quando fomos, a praia não estava tão cheia e parecia ser tranquilo acampar em qualquer região.

Alimentação: Como existem diversos beach clubs, restaurantes simples e mercadinhos por toda a orla, fica fácil escolher um lugar para comer.

Banheiro e chuveiro: Vimos apenas banheiro dos bares e restaurantes. Alguns deles têm chuveiro na areia da praia, sendo possível usar.

Jali

Praia de Jali
Praia de Jali

Foi a praia que mais gostamos, pois tem o mar mais bonito, sendo a surpresa da viagem, por isso ficamos duas noites. Ficamos sabendo sobre ela alguns minutos antes de desembarcar por lá, quando conhecemos uma família de brasileiros que mora em Himare e fazem parte de uma instituição de caridade.

Ela é bem pequena, isolada por montanhas e tem um calçadão e diversos beach clubs. Para chegar numa outra praia, você deve seguir uma estrada de terra no canto esquerdo de Jali, parar o carro e seguir a pé. Com uns 15 minutos de caminhada você vai achar uma prainha deserta.

Acesso: Foi o mais difícil deles, pois tem uma serra imensa pela frente. Aos caroneiros, tente uma carona direito pra lá.

Hotéis: Para quem procura hotel, só vimos o Folie Marine Soleil Resort que tem uma bela estrutura e outros da mesma rede que ficam na mesma área. Não vimos quartos para alugar, tampouco apartamentos ou hostel.

Camping: Existem alguns campings, mas indicamos o Camper Camping Jali, onde ficamos acampados durante as 2 noites. Ele tem sombra, espaço para o carro e barraca ou motorhome. Além disso, tem uma ótima estrutura com banheiros sempre limpos, máquina de lavar e tomadas espalhadas por todas as vagas.

Alimentação: Tem alguns mercadinhos e restaurantes pela orla. Comemos no Lavdoshi que é especializado em frutos do mar e recomendamos. Ele fica do lado direito do camping onde ficamos.

Banheiro e chuveiro: Os banheiros são apenas dos restaurantes e você pode tentar usar. Quanto aos chuveiros, alguns beach clubs têm chuveiros na areia da praia.

Gjipe

Praia de Gjipe na Riviera Albanesa
Praia de Gjipe

Ela é tudo o que falam e mais um pouco, sendo uma das praias mais paradisíacas da Riviera Albanesa. Foi a praia mais isolada da viagem, fica entre penhascos e por isso tem apenas alguns metros de extensão. É quase impossível chegar de carro, a não ser que você tenha um 4×4. 

Acesso: Para chegar nela vai ser necessário pegar uma estrada saindo da principal que tem apenas uma via. Carros vão e vêm na mesma estrada e existem alguns pontos de desvio para quando um carro estiver vindo no sentido oposto.

Você chegará até um estacionamento, onde deixará o carro para seguir o restante a pé. São mais 45 minutos de caminhada penhasco abaixo. A volta é mais difícil já que você vai ter que subir ladeira.

Hotéis: Como tem o acesso super difícil e a praia é pequena, seria quase impossível ter alguma estrutura por lá.

Camping: Existe apenas um camping nessa praia e mesmo existindo placas de ser proibido acampar na areia, vimos algumas barracas fazendo camping selvagem.

Alimentação: Tem uma barraca no canto direito da praia e um quiosque que vende bebidas e faz parte do camping. O melhor a fazer é levar bastante água e comida para passar o dia por lá.

Banheiro e chuveiro: Não vimos nenhum dos 2, mas havia um rio que divide a praia no meio que estava seco e talvez em época de chuvas, sirva para o banho.

Dhermi

Praia de Dhermi
Praia de Dhermi

Passamos o dia em Gjipe e saímos de lá para achar um lugar para ficar no último destino da Riviera Albanesa, a praia de Dhermi. A praia é arrumadinha, tem diversos hotéis, restaurantes e uma boa estrutura.

Acesso: Será preciso pegar uma estrada que desce em direção à praia. Para os caroneiros é possível descer andando e subir também apesar de um pouco longe. Apesar disso, vimos que há transporte público, mas ele passa poucas vezes por dia.

Hotéis: Vimos diversos hotéis e pousadas em toda extensão da praia e da pequena vila. Nós ficamos numa pousada econômica e simples chamada Vila Petro que fica perto de tudo. Veja todas as hospedagens de Dhermi.

Camping: Não chegamos a ver campings, mas talvez seja possível fazer camping selvagem nos cantos da praia, já que o miolo é tomado por cadeiras dos hotéis e restaurantes.

Alimentação: Há mercadinhos e restaurantes de todos os tipos espalhados por todos os cantos, mas são bem mais caros do que nas praias anteriores.

Banheiro e chuveiro: Vimos alguns chuveiros na areia da praia que pertencem aos bares, mas com certeza é possível usar o banheiro dos restaurantes.

Considerações finais sobre a Riviera Albanesa

Com toda certeza vale a pena alugar um carro na Albânia e conhecer a Riviera Albanesa dessa forma. Tudo fica mais fácil, você vai conseguir conhecer o que quiser, na hora que quiser e isso tornará a sua viagem muito mais legal.

Infelizmente os ônibus de viagem e transporte público por essa região são escassos e quando tem, não são muito frequentes. Por outro lado, pegar carona na Albânia é super fácil, pois o povo é muito hospitaleiro e gentil, mas tem a questão do acesso às praias como falamos anteriormente.

Vale comentar que o turismo na Albânia ainda não está super desenvolvido e por isso muitos lugares ainda não tem estrutura. As praias são tranquilas e algumas estão quase intocadas, o que é muito bom para fazer uma viagem mais relax.

Quer saber mais sobre a Albânia? Assista nosso vídeo!

Durante nossos dias na Albânia, gravamos muita coisa legal para nosso canal do Youtube. Assistindo a esse vídeo você poderá ver mais sobre as cidadee e como foi nossa visita. Aproveite e se inscreva em nosso canal, pois postamos vídeo toda semana. Além disso, você receberá uma notificação sempre que a gente postar um vídeo novo e pode ser um dos primeiros a saber das novidades!

Passeios na Albânia

A Albânia é um país cheio de história que guarda praias maravilhosas e seu interior cheio de castelos numa cadeia de montanhas de tirar o fôlego. Isso é mais do que suficiente para você programar a sua viagem agora mesmo para a Riviera Albanesa, assim como por todo o país. Aproveite e faça as suas reservas com antecedência e deixe tudo programado para curtir a sua viagem ao máximo, pois será inesquecível.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest
10 Comentários
Mais velhos
Mais novos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Eduardo
Eduardo
4 anos atrás

Olá, Flávio! Td blz? Muito legal esse post detalhado! Parabéns! Tenho acompanhado vocês e têm servido de motivação pra mim. Eu e minha esposa vamos rodar pela Riviera Albanesa ano que vem e pintou uma dúvida aqui. Você disse q entregou o carro em Dhermi, né? Eu estava querendo alugar um lá, mas pelas pesquisas que fiz no site da Rentcars não encontrei locadoras na cidade, somente em Tirana, Durres, Vlora, Shkodra, e Saranda. É tranquilo alugar lá na hora ou seria melhor reservar com antecedência? E nesse último caso, vc tem alguma dica pra conseguir alugar já que não… Read more »

Newton
Newton
2 anos atrás

Post mais completo que achei até agora. Parabéns.
Dúvida: li em algum lugar que não rola topless na Albânia, mas e biquínis “brasileiros” tem algum problema ou é visto como muito indiscreto algo do tipo?
Obrigado pelas informações.

Breno
Breno
1 ano atrás

Oi Flávio, tudo bem? Parece um lugar incrível, mas você disse que é complicado de transporte público. Vale a pena ir ainda assim, ou vou gastar dinheiro fora e não conseguir ver nada? Obrigado

Georgia
Georgia
1 ano atrás

Olá! Qual época vocês visitaram a Riviera albanesa? Dá pra evitar a alta estação sem pegar chuva? 😊 Obrigada!

Andressa Silva
Admin
1 ano atrás
Responder para  Georgia

Oi Georgia, a gente foi no meio de junho e ficou lá até julho. Se você quer pegar o clima bom, sem chuva e sem muita gente, tem que pegar os meses antes ou depois da alta estação/verão como a gente fez. Abraços!

Inês Malveiro
1 ano atrás

Boas. Ando a pesquisar sobre a Albânia para passar uns dias em Setembro. É boa altura? Queremos conhecer o país mas principalmente aproveitar as praias cristalinas que parecem ser maravilhosas. Como são os valores em € para a alimentação?
Obrigada

Andressa Silva
Admin
1 ano atrás
Responder para  Inês Malveiro

Olá Inês, setembro deve estar começando a esfriar, já que o verão só vai até agosto como boa parte da europa. Quanto aos valores, não achamos caro, mas vale a pena você acessar o site numbeo para verifcar como estão os valores hoje em dia. Abraços!

Estamos viajando pelo mundo desde 2015 e mostrando tudo para vocês aqui no Viaje Leve. Quer conhecer o mundo de uma forma diferente? Vem com a gente que te mostramos!

Sobre o Blog

Brasil

ViajeLeve.net © 2015 – 2023. Todos os direitos reservados.

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

10
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x