O que fazer em Belém do Pará: Tudo que há na cidade

por Andressa Silva

Capital do estado do Pará, Belém é uma daquelas cidades que tem uma cultura única e guarda parte da rica história do Brasil. Por causa disso e de tantos outros motivos, fomos visitar a cidade e entregar a vocês um material completo sobre o que fazer em Belém do Pará. Dessa forma, você poderá descobrir o que Belém tem entre as opções de atrativos turísticos e pontos interessantes aos olhos dos visitantes. 

Além disso, deixamos neste guia de viagem, dicas e informações sobre a história da cidade, como chegar, onde ficar e claro, onde comer o melhor da culinária paraense. Neste artigo, você não vai somente ver o que fazer em Belém, mas também vai se deliciar entre os locais mais interessantes da capital paraense. Vamos lá?!

Sabia que é importante fazer um Seguro Viagem Nacional?

Quando falamos de fazer uma viagem, mesmo que pelo Brasil, a segurança sempre deve vir em primeiro lugar. Por isso, indicamos que faça um seguro viagem nacional para não depender do SUS numa emergência. Ele é imprescindível para você viajar com tranquilidade e aproveitar as atrações, passeios, montanhas e praias do nosso país. O nosso parceiro Seguros Promo é um comparador de seguro viagem que garante os melhores preços. Faça uma cotação, conheça excelentes seguros para a sua viagem e ainda ganhe 15% de desconto usando o código VIAJELEVE15.

QUERO UM ORÇAMENTO

Neste post você verá:

Breve história de Belém do Pará

Belém do Pará e Manaus tem uma história parecida, já que ambas passaram pela época onde a exploração da borracha do Brasil gerava a maior economia do país. Isso quer dizer que elas foram as cidades mais ricas do país por um tempo, onde os europeus compravam a borracha e exportavam para seus países, para produção de pneus, por exemplo. 

No entanto, a grande diferença na história dessas cidades da região norte do Brasil, aconteceu antes disso tudo. No início, a região que Belém está, foi habitada por povos indígenas de Mairi que sofreram com a invasão portuguesa em 1580.

A expedição portuguesa se chamava Feliz Lusitânia, por isso ao dominar a região, houve a formação de um povoado colonial com o mesmo nome e a construção do Forte do Presépio. O objetivo principal era dominar a região do rio Amazonas e garantir a exploração dos bens e especiarias locais, que eram chamadas de drogas do sertão.

Houveram diversas batalhas entre os portugueses e os holandeses, ingleses, franceses, assim como a aldeia dos índios Tapajós para garantir a posse do território e a Conquista do Pará. Essa vitória gerou a Capitania do Grão-Pará, uma extensão das capitanias do Maranhão e Ceará. 

Então, o povoado de Feliz Lusitânia passou à categoria de município, sendo agora chamado de “Santa Maria de Belém do Pará” ou “Nossa Senhora de Belém do Grão Pará”. A partir disso o desenvolvimento foi rápido, principalmente por causa da “Casa de Haver o Peso”, um local criado para arrecadação de tributos. 

Em 1772, o “Estado do Grão Pará e Maranhão” acabou sendo dividido, criando o “Estado do Grão-Pará e Rio Negro”, como a sede em Belém. Com a independência do Brasil a região passou a ser o estado do Pará e sua capital Belém.

Quando viajar para Belém do Pará

Belém é uma região amazônica, ou seja, ao mesmo tempo que é boa para viajar a qualquer época do ano, chove o ano inteiro. No entanto, é importante saber as épocas que chovem mais ou menos para você programar a sua visita. Sem falar que viajar em temporadas e calor extremo também pode mudar a sua programação. 

Do final do ano até maio as chuvas são mais rigorosas e por isso o clima é mais ameno. Foi nessa época que viajamos para Belém e acabamos perdendo alguns dias de praia porque estava chovendo bastante. Além disso, os rios e igarapés que tem influência do mar, acabam ficando mais mexidos e sujos.

Em maio e junho o verão chega, ou seja, o sol e o calor são mais intensos. Mas vale a pena viajar nessa época por causa do Círio de Nazaré, um dos períodos mais movimentados da cidade. Portanto, podemos dizer que a melhor época para viajar para Belém do Pará é junho, julho, agosto, setembro, outubro e novembro. 

Como chegar em Belém

Belém do Pará é uma cidade que mistura o moderno e o tradicional, por isso oferece diversas opções de transporte. Dessa forma, podemos dizer que há diversas opções de rotas para chegadas e saídas da cidade, seja pelo aeroporto internacional, de carro, ônibus e por via fluvial.

Avião: O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro com a sigla BEL, recebe voos diários de diversas partes do Brasil como Guarulhos, Fortaleza e Brasília, por exemplo. As companhias aéreas Gol, Azul e Latam estão presentes, assim como a TAP Air Portugal. Nós usamos o aeroporto da cidade quando chegamos de Santarém e partimos para o Macapá.

Carro: A principal estrada que dá acesso a Belém do Pará é a BR-316 que liga a capital ao estado do Maranhão e Piauí, ou seja, você poderá chegar de carro tranquilamente, seja com o seu próprio veículo ou alugando um carro para viajar. 

Ônibus: Também há diversas opções de rotas para chegar em Belém, partindo por exemplo de Tocantins, Ceará e Maranhão. As rotas de estados mais distantes como os da região sudeste são poucos, mas existem. Todos os ônibus chegam e partem do Terminal Rodoviário de Belém, o único da cidade.

Barco: Os rios são as estradas do norte, por isso sempre haverão rotas fluviais disponíveis, por isso existem diversos terminais, porém o principal é o Terminal Hidroviário de Belém. Quando nós saímos de Manaus para Santarém de barco, vimos que também existe a rota de Manaus para Belém que dura 3 dias.

Faça pesquisas e compre suas passagens na 12Go para viajar pelo Brasil e mundo afora. Ao fazer uma pesquisa, o site te mostra as melhores opções e preços de transportes aéreo, terrestre e até fluvial.

Bares e restaurantes em Belém

Praça de alimentação do Mercado Ver o peso
Praça de alimentação do Mercado Ver o peso

As opções de locais para comer bem são diversas, principalmente para provar a culinária regional que é fantástica. Entre as opções de locais para se deliciar com a comida típica paraense, recomendamos o Restaurante Ver O Açaí e o Restaurante Point do Açaí Casarão que tem uma comida deliciosa. 

Outros locais bem indicados são o Restaurante Palafita, o Restaurante Manjar das Garças e o Restaurante Largo da Palmeira. Mas para ter uma experiência “raiz” recomendo que busque um dos quiosques do Mercado Ver-o-Peso e prove o verdadeiro açaí com peixe frito.

Para tomar uma cerveja gelada e se divertir, alguns locais bem indicados são o Espaço Cultural Woodstock, Roxy Bar e o  Bar Tacada Certa, mas se quiser tomar um drink num local mais tranquilo vá para o Azo Drinks ou para o Cosanostra Café.

Onde ficar em Belém do Pará

Hotel Ibis Style Belem Hangar
Hotel Ibis Style Belem Hangar

Escolher onde ficar em Belém pode dar um trabalhão durante o seu planejamento, pois além de ter muitas opções espalhadas pela cidade, há bairros que são bacanas e outros nem tanto. Por isso, deixo como dica o local que escolhemos ficar durante nossa visita à Belém do Pará. 

Nós escolhemos o ibis Styles Belém Hangar para nos hospedar, por saber da boa qualidade da rede e garantia de uma estadia confortável e de qualidade. Os quartos da rede tem um bom padrão de qualidade com comodidades como frigobar, mesa de trabalho, luzes individuais na cama e armário, por exemplo. Ele ainda conta com uma piscina na cobertura do prédio.

Além disso, contamos com um belo café da manhã todos dias que inclui pães, pratos quentes e frios, frutas, iogurtes, sucos e muito mais! Tudo regado com boa cortesia dos funcionários que nos atenderam super bem desde a chegada na recepção, ao serviço de quarto.

A localização do ibis Styles Belém Hangar é perfeita para quem vai participar de eventos, porque está coladinho ao centro de convenções, mas a localização também cai bem para quem viaja a turismo. Isso porque o hotel fica a poucos quilômetros do aeroporto, assim como da região turística e das atrações de Belém.

Quer ver outras opções? Então, acesse a lista completa de hotéis em Belém.

O que fazer em Belém do Pará – Principais atrações

Como você já viu, Belém tem muita história e uma boa estrutura, afinal estamos falando da capital do Pará. Agora é hora de ver o que a cidade oferece aos visitantes, por isso, vamos te mostrar a seguir os melhores pontos turísticos da cidade, para que possa se programar e montar o seu roteiro de 1, 2, 3 dias ou mais. 

Com essas dicas você vai aproveitar a cidade ao máximo, vai explorar prédios ditórios, o dia a dia da população local e muito mais!

Mercado Ver-o-Peso

Complexo do mercado Ver o peso
Complexo do mercado Ver o peso

O Mercado Ver-o-Peso faz parte da história de Belém e como a cidade se desenvolveu a partir disso. A história está ligada à exploração de bens naturais que saiam da Amazônia e eram controlados e taxados no mercado, mas também está ligado ao que entrava na cidade, pois as mercadorias que vinham da Europa para Belém também tinham que passar no mercado.

Na região há diversos mercados que foram construídos com o passar do tempo, já que por ali, tudo podia ser comercializado. Dessa forma, foi construído o Solar da Beira, o Mercado de Carnes e o Mercado do Peixe, que hoje são exemplos clássicos dos costumes e arquitetura da época, e da cultura atual ao mesmo tempo.

Dito isto, já dá para ver que no complexo do Mercado Ver-o-Peso você encontra de tudo. São artigos como frutas frescas regionais, peixes e camarões secos, carnes de diversos tipos, cachaças artesanais, a famosa castanha do Pará e claro, o açaí. 

Na mesma região também é possível conhecer a Feira do Açaí, mas essa só começa pela madrugada e se arrasta pelo começo da manhã quando o clima fica mais ameno e os barcos de diversas partes ancoram numa pequena doca ao lado do Mercado Ver-o-Peso. 

Esse é um tipo de turismo 100% de contemplação, mas que vale a pena o esforço. Você verá a fruta fresca chegar e poderá observar como os compradores e vendedores oferecem sua mercadoria para a cidade que mais consome açaí no mundo!

  • Endereço: Boulevard Castilhos França – Campina
  • Horários: Aberto de segunda a sábado das 5h às 18h30
  • Preço: Gratuito

Estação das Docas

Estação das Docas em Belém do Pará
Estação das Docas

A Estação das Docas é outro lugar fantástico e por isso consideramos um ponto turístico obrigatório para a sua lista do que fazer em Belém do Pará. Isso porque a região está completamente revitalizada e conta com muitas opções de bares e restaurantes que são ótimos para beber e comer bem.

São três armazéns do porto antigo que foram reformados e trouxeram vida à região. Hoje em dia, 2 armazéns estão cheios de bares e restaurantes, assim como cafeterias e sorveterias distribuídos em seus dois andares. O terceiro armazém só abre para exposições, apresentações culturais e shows, pois foi feito para tanto.

Entre as opções gastronômicas recomendamos que prove as diversas cervejas produzidas na Amazon Beer Belém. Todas elas são feitas de forma artesanal e exploram os mais diferentes sabores, como os que são feitos com frutas regionais como o buriti e o açaí. Para comer, recomendamos que vá até o Tio Armênio e peça a unha de caranguejos, uma coxinha enorme super saborosa e recheada com filé de caranguejo e especiarias.

Na Estação das Docas ainda é possível comprar lembrancinhas e até embarcar no passeio de barco que sai durante o final da tarde para ver o pôr do sol num ângulo diferente. Esse passeio passa pela Baía do Guajará e pelo Rio Guamá com direito a músicas e danças tradicionais.

  • Endereço: Av. Mal. Hermes, S/N – Campina
  • Horários: Aberto na segunda e terça das 10h à 00h, quarta das 10h à 01h, quinta a sábado das 10h às 02h e domingo das 09h à 00h
  • Preço: Gratuito

Theatro da Paz e Praça da República

Theatro da Paz em Belém do Pará
Theatro da Paz

Inaugurado em 1878, o Theatro da Paz foi a primeira casa de espetáculos construída na Amazônia, antes mesmo do famoso Teatro Amazonas localizado em Manaus. Ele foi projetado por um engenheiro pernambucano na época da exploração da borracha e da riqueza da região. Tem o estilo neoclássico que chama a atenção desde a sua parte externa, pois foi inspirado no teatro italiano Scala de Milão.

Hoje em dia, o local ainda funciona como uma casa de espetáculos e você pode visitar, tanto indo a uma apresentação, quanto numa visita guiada. Isso só é possível porque o local conta com preservação de todos os ambientes, transformando o teatro num museu com diversas exposições.

Ao visitar o teatro, não deixe de caminhar na região da Praça da República que fica em frente. Você verá outros prédios interessantes como o Teatro Experimental Waldemar Henrique e o ICA UFPA – Instituto de Ciências de Arte. Se quiser se refrescar, não deixe de ir ao Bar do Parque e pedir uma porção mista de bolinhos típicos do Pará que são sensacionais. Nas manhãs de domingo rola uma feirinha de artesanato na região.

  • Endereço: Av. da Paz, S/N – Campina
  • Horários: Aberto para visitação guiada de hora em hora de terça a sexta das 9h às 17h, sábado das 9h às 12h e domingo das 9h às 11h
  • Preço: R$6 – pagamento somente em dinheiro

Forte do Presépio – Forte Castelo do Senhor Santo

Forte do Presépio ou Forte Castelo do Senhor Santo em Belém do Pará
Forte do Presépio

O Forte do Presépio, também chamado de Forte Castelo do Senhor Santo ou simplesmente Forte do Castelo, é um dos locais que fazem parte do começo da construção da cidade que vemos hoje em dia. O local foi uma fortificação militar construída em 1616, pelos portugueses que invadiram a região em busca de riquezas naturais, como as especiarias da amazônia 

Localizado na foz do rio Guamá com a baía do Guajará, o forte foi construído inicialmente de forma frágil, tanto que foi danificada em uma das batalhas que aconteceram na região. Depois foi reformado mais duas vezes até chegar numa estrutura mais robusta como vemos hoje em dia. 

O local ainda serviu como hospital em 1753 durante um surto epidêmico na cidade, foi usado como quartel-general na revolta da Cabanagem e na Segunda Guerra Mundial, foi quartel de Artilharia. Hoje em dia, o local é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e recebe milhares de visitantes todos os anos que vão apreciar o espaço e o Museu do Encontro, que reúne exposições sobre a colonização na região.

  • Endereço: Praça Dom Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha
  • Horários: Aberto de terça a domingo das 9h às 17h
  • Preço: R$4, mas há gratuidade para pessoas acima de 60 anos, estudantes, crianças de até 12 anos e professores. Na terça e primeiro domingo do mês a entrada é gratuita para todos.

Centro Histórico de Belém do Pará – Feliz Lusitânia

Na mesma região do Forte do Presépio está o centro histórico de Belém que é grande, mas conta com apenas alguns prédios para visitação. Quando eu falo que o centro histórico é grande me refiro a toda região que faz parte do que hoje é área comercial, onde estão muitos edifícios antigos.

A parte boa para visitar é o Complexo Feliz Lusitânia, primeiro nome dado à cidade que está em torno da Praça Frei Caetano Brandão. Você poderá visitar, por exemplo, a Catedral Metropolitana de Belém Nossa Senhora da Graça, a Igreja Santo Alexandre, que abriga o Museu de Arte Sacra, o Memorial do Círio e o Museu de Imagem e Som do Pará.

Outro lugar bacana que você encontrará na mesma região é o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, prédio construído no século 18 para ser uma residência, mas funcionou como hospital também e hoje conta com um espaço de exposições. No mesmo local fica o restaurante Casa do Saulo das Onze Janelas, da mesma rede da famosa Casa de Saulo de Alter do Chão.

Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré

Construída em 1909 no local onde foi encontrada a imagem de Nossa Senhora de Nazaré,  a Basílica Santuário é mais um dos locais que deve entrar no seu roteiro em Belém do Pará. Além de ser uma bela igreja que revela estilos arquitetônicos, faz parte da cultura local e da história da cidade.

O Círio de Nazaré é o maior evento católico do Brasil, que tem origens portuguesas,  transforma a cidade e arrasta uma multidão de fiéis. O evento acontece no segundo domingo de outubro, todos os anos, desde 1793, onde fiéis seguem a Imagem Peregrina, uma réplica de Nossa Senhora de Nazaré esculpida com os traços das mulheres da região amazônica. 

Durante a procissão, os fiéis carregam a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, saindo da Catedral Metropolitana de Belém até a Praça Santuário de Nazaré em um percurso de 3,6 km. Essa é a maior manifestação católica do Brasil e uma das maiores do mundo.

  • Endereço: Av. Nª Sra. de Nazaré, 1300 – Nazaré
  • Horários: Aberto de segunda a sexta das 6h às 20h, sábado das 6h às 19h e domingo das 6h às 13h e das 15h às 21h
  • Preço: Gratuito

Parque Zoobotânico Mangal das Garças

O Parque Zoobotânico Mangal das Garças está localizado nas margens do rio Guamá e conta com espaços que conectam você à natureza. O local conta com uma área de 40.000 m² onde é possível ver diversas espécies de animais vivendo livremente. Durante a visita, você poderá conhecer o borboletário que é fantástico e poderá subir no mirante para ter a vista da cidade inteira, mas não esqueça de visitar o museu naval e a casa de vidro!

  • Endereço: R. Carneiro da Rocha, s/n – Cidade Velha
  • Horários: Aberto de terça a domingo das 8h às 18h
  • Preço: Gratuito

Bosque Rodrigues Alves – Jardim Zoobotânico da Amazônia

O Bosque Rodrigues Alves, também conhecido como Jardim Zoobotânico da Amazônia, é mais um local para você se conectar com a natureza mesmo estando dentro da cidade. Isso porque o local conta com uma área de 15 hectares, ou seja, é um pedaço da floresta Amazônica onde é possível observar uma grande diversidade de espécies da fauna e flora típicas da região.

A visita é marcada pelas trilhas ecológicas e por mais de 435 animais espalhados em grupos de mamíferos, aves e répteis, por exemplo. No entanto, nossa dica é fazer a visita guiada, pois o passeio inclui outros parques da cidade, traslado de ida e volta para o seu hotel em Belém, bem como um guia especializado que conhece a cidade e essas atrações como ninguém.

  • Endereço: Av. Almirante Barroso, 2305 – Marco
  • Horários: Aberto de quarta a domingo das 09h às 16h
  • Preço: R$2 mas há opção de meia-entrada com carteira de estudante e é gratuito para crianças até seis anos, pessoas a partir de 60 anos, estudantes da rede pública de ensino e professores em visitas escolares

Complexo Ver-o-Rio

O Complexo Ver-o-Rio é mais uma região revitalizada na região portuária de Belém do Pará. Dessa forma, o local passou a ser ponto turístico que é muito visitado pela população local também, que busca um local agradável para passear no final da tarde.

A região está localizada em frente ao rio e conta com uma área de cinco mil metros quadrados, oferecendo opções de lazer para famílias, sendo um ótimo local para visitar com as crianças. Você vai encontrar diversas lanchonetes, sorveterias e cafeterias, assim como pedalinhos que podem ser alugados a R$20 por 15 minutos.

  • Endereço: Av. Mal. Hermes, 1374 – Umarizal
  • Horários: Aberto 24 horas
  • Preço: Gratuito

O que fazer em Belém do Pará – Outras atrações

Belém do Pará é uma cidade cheia de atrações, por isso, vale a pena mostrar mais atrações. Sendo assim, a seguir você verá lugares da cidade que não são tão populares mas que vale a pena visitar se você tem mais dias de turismo em Belém, principalmente se você gosta de explorar museus e parques.

Espaço São José Liberto

O Espaço São José Liberto é o Polo Joalheiro de Belém do Pará, localizado num prédio histórico que foi construído em 1749. Depois de revitalizado, passou a ser um espaço que vai além das jóias, pois oferece artesanato e moda criativa local. No local também acontecem espetáculos culturais e danças, bem como há um museu com mais de 4.000 peças de cerâmica, muiraquitãs que são pedras talhadas em formato de animais e gemas que são pedras preciosas polidas.

  • Endereço: Praça Amazonas, s/n – Jurunas
  • Horários: Aberto de terça a sábado das 10h às 18h, domingo e feriado das 10h às 14h
  • Preço: Gratuito

Corveta Museu Solimões

A Corveta Solimões – V24 é um navio que foi construído em Rotterdam na Holanda em 1954 e entregue para o Brasil no ano seguinte. Depois de servir à marinha para serviços e missões, atracou em Belém do Pará em julho de 2003 e passou por diversas reformas até virar um navio-museu. 

Ao visitar, é possível entrar e ver exposições de como a tripulação trabalhou neste navio, bem como andar por todos os setores. O navio tem mais de 55 metros de comprimento e capacidade de ter uma tripulação de 64 pessoas. Entre seus equipamentos, há um reboque no convés principal e está preparado para combater incêndios.

  • Endereço: Píer da “Casa das Onze Janelas”
  • Horários: Aberto de terça a sexta das 9h às 16h , sábado e domingo das 9h às 13h.
  • Preço: R$4 inteira

Museu Paraense Emílio Goeldi

Fundado em 1911, o Museu Emílio Goeldi é um local onde você poderá conhecer mais sobre a Floresta Amazônica. Além de museu, o local também conta com o Parque Zoobotânico aberto à visitação, o Aquário Jacques Huber, que é o aquário público mais antigo do Brasil, uma biblioteca, área de exposições e cafeteria. Por isso, é um espaço muito popular entre as famílias que buscam envolver as crianças com a fauna e flora da amazônia de forma interativa.

  • Endereço: Av. Gov Magalhães Barata, 376 – São Braz
  • Horários: Aberto de quarta a domingo das 9h às 15h
  • Preço: R$3

Parque da Residência

Quem procura o que fazer em Belém do Pará em seus dias de visita, pode incluir o Parque da Residência como mais um ponto turístico interessante. Isso porque o espaço não é um simples parque, mas também é a residência dos governadores do Pará e onde a Secretaria Executiva de Cultura funciona.

Além disso, no parque, você vai encontrar espaços culturais e turísticos como a Estação Gasômetro, que é uma estrutura de ferro que hoje funciona um belo teatro e um vagão de trem antigo que fez parte da antiga estrada de ferro Belém-Bragança e hoje é uma cafeteria. Ainda tem restaurante, orquidário, coreto, estátuas e espaços que misturam o antigo e o novo num só lugar.

  • Endereço: Av. Governador Magalhães Barata, 830 – São Brás
  • Horários: Aberto terça a domingo de 09h às 17h
  • Preço: Gratuito

O que fazer em Belém do Pará – bate e volta

Ilha do Combu em Belém do Pará
Ilha do Combu

Ao redor de Belém há uma gama de locais para fazer passeios que podem ser de um dia ou prolongados, vai depender de quantos dias você tem disponível ou das opções de hospedagem de cada local. Alguns dos destinos são a Ilha de Cotijuba, a Ilha do Mosqueiro e o Icoaraci, por exemplo.

Nós, por exemplo, visitamos e recomendamos a Ilha do Combu, que fica bem de frente a Belém e tem acesso fácil e rápido. Dessa forma, você pode fazer um passeio para Combu e passar um dia super agradável em um dos restaurantes para provar pratos da culinária regional e tomar uma cervejinha. Mas não esqueça de levar roupas de banho, pois todos os restaurantes tem espaço para tomar banho no rio.

Outro local que visitamos foi a Ilha do Marajó, famosa pela criação de búfalos e produção de leite e seus derivados como doces, manteigas e queijos. Como a ilha é um pouco mais distante, é interessante passar alguns dias por lá e visitar suas fazendas e praias.

O que fazer em Belém do Pará à noite

Belém do Pará, como toda boa capital, oferece muitas opções de vida noturna, que vão desde as programações mais tranquilas até as baladas que varam a noite. E como o clima da noite é sempre mais ameno e fresco, muitas pessoas optam por sair depois que o sol se põe. 

A exemplo disso, indicamos que a região na beira da Baía do Guajará, além da brisa ser mais fresca, você encontra a Estação das Docas como um dos melhores locais para jantar e tomar uma cerveja gelada. Mas se você quer uma noite mais agitada há diversos locais que tocam carimbó com uma pegada cultural, forró, brega, rock e música eletrônica.

Alguns locais bem avaliados para se divertir à noite são o Vitrine Lounge, que toca pagode, o Baron Club que tem bandas variadas e Cosmos Club que também tem música ao vivo e até karaokê. Quem prefere uma pegada LGBTQIA+, o Refúgio dos Anjos e a Boate Pride são boas opções.

Seguro viagem nacional

Quando falamos em fazer uma viagem, a segurança deve vir sempre em primeiro lugar! Por isso, queremos deixar algumas dicas sobre seguro viagem nacional, pois ele é imprescindível para você sair de casa com tranquilidade e aproveitar cada atração e passeio da cidade.

Um seguro viagem nacional te dará cobertura para atendimentos em qualquer tipo de emergência, além de outros imprevistos que possam acontecer durante sua viagem como extravio de malas e atraso no voo. 

Caso seu plano de saúde não tenha abrangência na região norte, é mais do que recomendado que se faça um seguro viagem para garantir a tranquilidade em todos os momentos.

Com um seguro viagem você não vai se preocupar com isso, pois terá cobertura para qualquer emergência e ele não vai custar nem 5% do orçamento da sua viagem. Sem falar que você não vai querer ficar na fila do SUS durante as férias, né verdade?!  

Clique no botão abaixo, faça um orçamento sem compromisso e veja como é fácil viajar seguro!

Perguntas frequentes

Qual o melhor mês para ir para Belém?

A melhor época para viajar para Belém do Pará é junho, julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Veja mais informações.

Quantos dias ficar em Belém do Pará?

Recomendamos ficar pelo menos 4 dias para conhecer as principais atrações e fazer alguns passeios pela região. Veja mais informações.

O que comprar no Mercado Ver-o-peso?

No Mercado Ver-o-peso você encontra coisas como peixes, carnes, frutas, cachaças e muitas opções de restaurantes servindo a culinária regional. Veja mais informações.

O que fazer em Belém do Pará à noite?

Belém oferece locais como a Estação das Docas e é recheada de restaurantes, bares e baladas que estão espalhados pelos bairros. Veja mais informações

Passeios em Belém

Com todas as informações sobre o que fazer em Belém e viu diversas dicas deixadas neste artigo, que tal se programar e montar seu roteiro?! Para te ajudar com essa programação, deixarei abaixo várias opções de passeios para você fazer em grupo ou de forma mais personalizada e individual.

Nossa hospedagem foi oferecida pelo Hotel ibis Styles Belém Hangar.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest
3 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Ronald
Ronald
8 meses atrás

Então prepara outra viajem,pois na região metropolitana de Belém existem vários olhos d’água cristalinas com boas opções de banho e culinária,venha conhecer o restaurante rural terra do meio,o balneário paraíso das pedras ,o reserva parque tudo no município de marituba ,só para citar alguns exemplos.

Geraldo Elias Amaral Pinto
Geraldo Elias Amaral Pinto
8 meses atrás

Belém do Pará show de bola só o luxo.

Estamos viajando pelo mundo desde 2015 e mostrando tudo para vocês aqui no Viaje Leve. Quer conhecer o mundo de uma forma diferente? Vem com a gente que te mostramos!

Sobre o Blog

Brasil

ViajeLeve.net © 2015 - 2024. Todos os direitos reservados.

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

3
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x