Ilha de Marajó, no Pará: A ilha dos búfalos e da cerâmica

por Andressa Silva
Ilha de Marajó - Pará

A Ilha de Marajó, no Pará, é uma das regiões mais visitadas do estado, pois guarda encantos sem igual. Há também uma cultura particular deixada pelos antepassados da região e alguns costumes que foram formados pela população local com o passar dos anos. 

Apesar de ser o maior arquipélago flúvio-marítimo do mundo e ter o maior rebanho de búfalos do Brasil, Marajó não faz questão da fama e vive de forma tranquila, como se o tempo tivesse parado. Suas atrações envolvem a natureza e o modo de vida local, que você vai conhecer neste post sobre o que fazer na Ilha de Marajó. Você vai se encantar!

Sabia que é importante fazer um Seguro Viagem Nacional?

Quando falamos de fazer uma viagem, mesmo que pelo Brasil, a segurança sempre deve vir em primeiro lugar. Por isso, indicamos que faça um seguro viagem nacional para não depender do SUS numa emergência. Ele é imprescindível para você viajar com tranquilidade e aproveitar as atrações, passeios, montanhas e praias do nosso país. O nosso parceiro Seguros Promo é um comparador de seguro viagem que garante os melhores preços. Faça uma cotação e conheça excelentes seguros para a sua viagem!

QUERO UM ORÇAMENTO

Neste post você verá:

Quando viajar para Ilha de Marajó 

A Ilha de Marajó é super convidativa o ano todo, mas quando chega o período das chuvas as cidades ficam mais vazias e as atrações acabam não sendo tão boas, já que estamos falando de uma região cheia de praias de rio com influência do mar. Falo isso porque visitamos Marajó em janeiro e pegamos muita chuva e acabamos não aproveitando muito.

Portanto, a melhor época de viajar para a ilha de Marajó é durante o período de sol que vai de julho a dezembro. Nesses meses as chuvas não são frequentes e o calor é na medida perfeita para aproveitar os pontos turísticos e os passeios, ou seja, você poderá fazer a sua viagem completa e se divertirá muito nos diversos passeios da região!

Como chegar na Ilha de Marajó 

Barco da Ilha de Marajó para Belém
Barco da Ilha de Marajó para Belém

Existem diversas formas de chegar na Ilha de Marajó, no entanto apenas a via fluvial é usada pela maioria das pessoas que visitam a região. Isso porque estamos falando de uma ilha que tem poucas cidades, é dominada pela natureza e não há tanto desenvolvimento.

Avião: O Aeroporto de Soure com a sigla SFK, recebe aviões de pequeno porte que fazem táxi aéreo ou são particulares, pois não há rotas comerciais para a ilha.

Carro: Se você estiver viajando de carro, siga até o Terminal Hidroviário de Belém para pegar a balsa que vai para a Ilha de Marajó. Essas embarcações levam passageiros e todo tipo de carro para a ilha, fazendo uma parada em Salvaterra antes de chegar em Soure.

Ônibus: Quem viaja de ônibus, deve desembarcar no Terminal Rodoviário de Belém para seguir viagem até o Terminal Hidroviário e então embarcar para Marajó. Neste caso, vale ficar atento aos horários, pois há poucos barcos para a ilha.

Barco: Todos os barcos que vão de Belém para Marajó partem do Terminal Hidroviário da cidade. Uma das rotas faz Belém – Camará, da Arapari Navegação que parte de segunda a sábado às 6h30 e 14h30, e no domingo às 8h. No entanto, ao desembarcar em Camará será necessário pegar uma van até Salvaterra e depois um barco até Soure. 

A segunda rota é a mais utilizada, pois faz a viagem Belém – Salvaterra – Soure, oferecido pela empresa Master Motors na segunda, terça, quinta e sexta às 8h15, quarta e sábado às 8h40, domingo não funciona. O retorno acontece de segunda a sábado das 5h30 na rota Soure – Salvaterra – Belém. Domingo também não funciona.

Faça pesquisas e compre suas passagens na 12Go para viajar pelo Brasil e mundo afora. Ao fazer uma pesquisa, o site te mostra as melhores opções e preços de transportes aéreo, terrestre e até fluvial.

Bares e restaurantes na Ilha de Marajó – PA

Filé de bufalo com queijo do Marajó
Filé de bufalo com queijo do Marajó

Soure é uma cidade bem pequena, por isso podemos considerar que há poucas opções de restaurantes e bares na Ilha de Marajó. Apesar disso, é possível provar o que há de melhor na culinária típica do Pará e os pratos tradicionais da região que envolvem carne de búfalo e os derivados do leite de búfala que são maravilhosos.

O primeiro lugar que conhecemos na ilha foi o Restaurante Patú-Anú, um local simples, mas que servia uma comida caseira muito bem feita. Os pratos executivos ou para duas pessoas são basicamente de peixe, frango e carne de búfala. Claro que não poderíamos deixar de provar um dos cortes, por isso pedimos o filé com queijo marajoara e estava divino.

Outro lugar bem recomendado na cidade é o Solar do Bola, que fica bem ao lado de uma padaria com o mesmo nome e serve de refeições a lanches. Você também pode conhecer o Ilha Bela Soure Restaurante e o Fazendinha Buba para se deliciar com os pratos locais, e ir ao Bar Las Vegas para se divertir à noite.

Na hora do lanche visite o Mega Burger Marajó com seus hambúrgueres com carne de búfalo. Nós também conhecemos o Guaraná do Amor, que fica na pracinha próximo à Igreja Matriz N. Sra. da Consolação. Eles servem coxinhas com diferentes recheios como o tradicional de frango, de calabresa e de carne, por exemplo. Não deixe de provar o guaraná do Amazonas, que parece mais um milkshake de tão bom que é.

Para a sobremesa, o lugar mais famoso de Soure é a Sorveteria Q’Sorvete Marajó. O local serve dezenas de sabores diferentes e todos são preparados com leite de búfala.

Onde ficar na Ilha de Marajó, na cidade de Soure

Hotel Marajó
Hotel Marajó

Encontrar onde ficar na Ilha de Marajó e principalmente na cidade de Soure não é um grande desafio, já que a cidade não conta com tantas opções. Como você já sabe, Soure é pequena e isso faz com que as opções de hospedagem sejam reduzidas, no entanto, é importante escolher um local bacana e bem localizado, que vá te oferecer mais que um quarto para descansar.

Falo isso porque a viagem para Ilha de Marajó é especial e você não deve escolher qualquer lugar para ficar. Tem que ser agradável e oferecer tanto uma experiência, quanto a hospedagem. Foi por isso que nós escolhemos o Hotel Marajó, que fica próximo ao centrinho, ao terminal marítimo e a diversos pontos de interesse.

O hotel tem uma boa estrutura com quartos simples, porém confortáveis, que incluem comodidades como banheiro privativo, frigobar, ar-condicionado, TV e armário, por exemplo. Toda sua decoração é baseada na cultura das cerâmicas locais, palhas e madeiras, principalmente porque lá tem um palco onde acontecem apresentações de dança e música regional.

Na parte externa do Hotel Marajó há uma piscina e o restaurante que serve o café da manhã, mas também serve opção a la carte no almoço e janta. Na recepção há café, balas e bolachas disponíveis o dia todo e você pode aproveitar desde sua chegada.

Quer ver outras opções? Então, acesse a lista completa de hotéis em Soure na Ilha de Marajó.

O que fazer na Ilha de Marajó e cidade de Soure

A Ilha de Marajó é composta por 16 municípios, mas neste artigo vamos apresentar as atrações de Soure, que é a principal cidade. Além de ser a cidade mais importante, ela recebe mais barcos, tem belas praias e mais estrutura para receber os turistas.

Para se locomover por lá, somente com carro ou moto, pois infelizmente não há transporte público e não vimos lugares que alugassem bicicletas ou motos. Como não fomos de carro, a única opção era pegar moto-táxi, por isso nós negociamos com um mototaxista para nos levar aos pontos que queríamos e deu tudo certo.  

Então, continue a leitura para descobrir todas as atrações turísticas e o que há de melhor para fazer em Soure na Ilha do Marajó.

Centrinho de Soure – Artesanato Marajoara e Carimbó

Igreja de Soure no Pará
Igreja de Soure

O centrinho de Soure é uma das partes mais bacanas de Marajó, pois é lá que você pode ver o ritmo de vida da população local e conhecer as tradições, costumes e cultura. É no centrinho que você vai encontrar a região comercial com lojas de todo tipo e lojas de artesanato, assim como lanchonetes, restaurantes, farmácias e mercados, por exemplo. 

Além disso, há vários ateliês de artistas locais que fazem a famosa cerâmica marajoara que é única no estado. Você pode conhecer o M’barayó Cerâmica Marajoara e o Curtume Art Couro Marajó que ficam na região central de Soure, e o Atelier Arte Mangue Marajó, mas esse fica um pouco mais distante.

O Centro de Tradições Folclóricas Cruzeirinho e o Tambores do Pacoval são outros lugares que valem a pena visitar em Soure, pois é lá que as apresentações culturais acontecem. Fique ligado nos horários e programação quando for à ilha e visite um desses dois.

Praia da Barra Velha

Praia da Barra Velha - Soure, no Pará
Praia da Barra Velha

A Praia da Barra Velha é a praia mais próxima do centro de Soure, por isso é uma das mais visitadas na região. Nela você vai encontrar uma paisagem super diferente, que nos surpreendeu e vai te surpreender também. Isso porque, apesar de ser uma praia de rio, parece que você está de frente ao mar ao ver a imensidão do lugar. 

Na ilha do Marajó, você vai sentir a influência da maré, por isso poderá presenciar diferentes cenários nesta praia. Durante a maré baixa, o areal é imenso e conta com árvores de manguezais que tem suas raízes aparentes. 

A estrutura é boa, pois tem diversos restaurantes que colocam suas mesas e cadeiras para servir pratos locais e bebidas. Nós ficamos no Restaurante Pai D’Égua de Soure que oferece uma bela área coberta e sombreiros de palha. O cardápio vai de refeições a petiscos, de drinks a cerveja gelada.

Praia do Pesqueiro

Praia do Pesquiero na  Ilha do Marajó no Pará
Praia do Pesqueiro

A Praia do Pesqueiro, também chamada de Praia da Maloca, é outro paraíso da Ilha de Marajó. Ela fica um pouco mais distante, mas tem acesso fácil, tanto que é lá onde acontecem as festas da cidade, como o réveillon, por exemplo.

Nesta região, além da bela praia do rio, você encontra um cenário novo em sua pequena comunidade. Por isso, antes de chegar na praia, recomendo dar uma voltinha pela região para observar as casas que são feitas de madeira e estão sobre palafitas.

Observe também que a estrada para chegar na Praia do Pesqueiro é rodeada por um enorme manguezal, onde a vegetação é completamente diferente. Ao chegar na praia, o manguezal fica para trás, mas ainda continua fazendo parte do cenário.

Na praia, a primeira coisa que você verá é o Chalé da Arte, uma pequena loja de artesanato que tem um búfalo disponível para quem quiser tirar foto e dar uma voltinha, e apesar de não sermos a favor do uso de animais para fins turísticos, é uma tradição da região. 

Há um caminho de bambu para chegar até os restaurantes e lá além das mesas e cadeiras, você terá diversas malocas de madeira suspensa, pois quando a maré sobe, a água passa por baixo. Na maloca que ficamos haviam duas mesas, várias cadeiras e duas redes. A experiência é muito bacana e a comida é muito boa, pois há diversos tipos de peixes de água doce e salgada, assim como camarão e caranguejo.

Praia do Céu e Praia de Caju-una

Pássaro Guará na Ilha de Marajó
Pássaro Guará na Ilha de Marajó

Essas duas praias são ainda mais distantes, mas há uma estrada que chega até as duas, pois elas ficam próximas uma da outra. A segunda forma de chegar na Praia do Céu e na Praia de Caju-una é de barco, por isso recomendamos fazer um passeio para lá. 

O trajeto é lindo pois é possível passar pelo Igarapé Poço Encantado onde a fauna e flora são espetaculares. Sem falar que essa é a forma mais interessante, já que durante o passeio você terá o prazer de ver um cenário fantástico e único. Em ambas as praias você vai encontrar uma pequena comunidade e alguns restaurantes, mas são poucos.

Fazenda Araruna

Búfalo na ilha de Marajó
Búfalo na ilha de Marajó

Como você já deve ter percebido, os búfalos em Marajó são o grande símbolo da região. Isso porque além de ser um animal pouco popular no Brasil, tudo na ilha, ou pelo menos na região de Soure, gira em torno do búfalo. Você vai ver leite e seus derivados como queijo e doce de leite, por exemplo, a carne e até o couro do animal é usado. 

Eles estão espalhados por todas as partes, tanto que vimos búfalos na praia, no centro de Soure, nas ruas e praças. E dizem que até a polícia local usa búfalos como meio de locomoção. Eles também estão em fazendas, passando por um processo diferente, onde é reproduzido, estudado e serve também como atração turística.

Esse é o caso na Fazenda Araruna, que oferece um passeio que inclui interação com os búfalos, onde é possível montar e andar com eles ou dar uma voltinha de charrete. Durante o passeio na fazenda você será agraciado com um lanche que inclui queijo e manteiga de leite de búfala para provar com bolachas e pães.

Fazenda Mironga

Fazenda Mironga
Fazenda Mironga

A Fazenda Mironga é outro lugar bem interessante para visitar durante seus dias na Ilha de Marajó. Eles oferecem 2 opções de visita e experiências diferentes na fazenda, sendo que uma delas é totalmente gratuita. Em todas elas você poderá ver os búfalos e terá acesso aos produtos para levar para casa. 

A primeira opção é simplesmente ir até a fazenda, que está sempre de portas abertas, para ver a criação das vacas e búfalos, o jardim e a loja com produtos locais. O mais legal é que eles tem o sistema self-service e por isso não há funcionários por lá. Você vai entrar na pequena loja, escolher os produtos e deixar o dinheiro numa caixinha ou vai passar o cartão sozinho.

A outra opção que eles oferecem é guiado, onde é possível ver todo o processo de produção do queijo. Dessa forma, você vai poder tirar o leite da búfala, ver o passo a passo da produção de queijo e no final participar de uma experiência gastronômica. Durante o café, são servidos diversos produtos e delícias produzidas lá, como o pão de queijo marajoara, a coalhada, a manteiga e o doce de leite, por exemplo. 

O passeio tem duração de 2 horas e custa R$90. Acontece de segunda a sábado de acordo com o seu planejamento de horário com a fazenda. Por fim, vale comentar que o passeio inclui as boas vindas, visita a ordenha, a queijaria, a experiência gastronômica e o passeio com o búfalo ou na charrete.

Fazenda São Jerônimo

Entre as fazendas da região, a São Jerônimo é a mais conhecida, pois foi locação de uma novela da TV Globo. O passeio de lá é diferente dos outros, pois a fazenda é bem maior e oferece uma conexão com a natureza ao apresentar os diversos tipos de plantas e aves da região.

Além disso, há uma pequena trilha suspensa no manguezal, passeio de barco por um igarapé e nado com os búfalos que é ponto alto do dia. No entanto, a parte de nadar com os búfalos não é obrigatória e ao invés disso, é possível fazer o mesmo trecho de barco até chegar à Praia do Goiabal, que é deserta.

O passeio oferecido pela Fazenda São Jerônimo, custa R$230 e você ainda pode agendar um almoço no restaurante da fazenda.

Passeio do Turu

Turu na Ilha do Marajó no Pará
Turu no mangue

Um dos passeios que a gente mais estava curioso em fazer foi o passeio para conhecer o Turu, uma iguaria local. O turu, que também é conhecido como busano, teredo ou cupim-do-mar, é um molusco que vive nos mangues e se alimenta de árvores ou troncos caídos. Ele tem a aparência de minhoca ou verme, o que faz com que ele não seja um alimento popular, tampouco bonito.

Durante o passeio, nós tivemos a oportunidade de conhecer um igarapé e ir até o mangue para abrir um pedaço de tronco de uma árvore que estava cheia de turu. Depois disso, ele passa por um processo de limpeza, pois além de se alimentar da árvore, tem lama do mangue por dentro. 

Depois de passar na água cinco vezes, é temperado como um ceviche onde os principais ingredientes são limão, sal e pimenta. Tivemos a oportunidade de provar essa iguaria marajoara e nos deliciar em meio ao manguezal e o rio pela Ilha de Marajó, no Pará. 

A experiência é sem igual e o contato com a natureza é incrível, ainda mais por termos visto diversas espécies de pássaros da região. O passeio dura em torno de 2 horas e custa R$90 por pessoa.

Pesca de camarão e peixe na Ilha de Marajó

Durante a época de sol, uma boa prática na Ilha do Marajó é fazer um passeio de pesca de camarão ou de peixes. Os peixes são de diversos tipos e tamanhos, pois a região da Ilha do Marajó tem água doce durante uma metade do ano e tem água salgada durante a outra metade.

Há também uma época muito boa para fazer a pesca do camarão regional, assim como dos crustáceos, que acontece de maio até agosto, sendo julho o melhor mês. O melhor de tudo é que nesses passeios, o que você pesca, você consome. Depois de pescar, o pessoal do passeio te leva até uma casa onde é possível preparar os peixes e camarões na brasa, frito ou quem sabe no vapor.

Salvaterra 

Salvaterra é outra região muito boa para conhecer ao visitar a Ilha de Marajó. Ela fica bem próxima a Soure e para chegar lá é só pegar um barco para atravessar o rio. Sendo assim, nesta região, você pode conhecer a Praia Grande que é ótima e tem boa estrutura, pois conta com restaurantes e bares.

Outra praia popular em Salvaterra é a Praia de Joanes com sua orla pacata e tranquila. Você pode tanto aproveitar a praia, os bares e restaurantes, quanto ir às famosas Ruínas de Joanes que conta com uma igreja do século 17 construída pelos jesuítas. Por fim, aproveite para dar uma voltinha pela região e a comunidade.

Afuá

A cidade de Afuá fica do outro lado da Ilha de Marajó, tanto que a visitamos quando estávamos em Macapá. No entanto, queremos deixar como dica para a sua visita pelo estado, pois vale muito a pena. 

Isso porque o cenário lá é totalmente diferente! A cidade é toda feita de madeira onde casas, lojas, ruas e até as pousadas são de madeira que estão sobre palafitas. Algumas ruas são de concreto, porém suspensas em palafitas também.

Quer saber mais sobre a Ilha de Marajó? Assista nosso vídeo!

Durante nossos dias na Ilha de Marajó, gravamos muita coisa legal para nosso canal do Youtube. Assistindo a esse vídeo você poderá ver mais sobre a cidade e como foi nossa visita. Aproveite e se inscreva em nosso canal, pois postamos vídeo toda semana. Além disso, você receberá uma notificação sempre que a gente postar um vídeo novo e pode ser um dos primeiros a saber das novidades!

Seguro viagem nacional

Quando falamos em fazer uma viagem, a segurança deve vir sempre em primeiro lugar! Por isso, queremos deixar algumas dicas sobre seguro viagem nacional, pois ele é imprescindível para você sair de casa com tranquilidade e aproveitar cada atração e passeio em seu destino.

Um seguro viagem nacional te dará cobertura para atendimentos em qualquer tipo de emergência, além de outros imprevistos que possam acontecer durante sua viagem como extravio de malas e atraso no voo.

Caso seu plano de saúde não tenha abrangência na região norte, é mais do que recomendado que se faça um seguro viagem para garantir a tranquilidade em todos os momentos.

Com um seguro viagem você não vai se preocupar com isso, pois terá cobertura para qualquer emergência e ele não vai custar nem 5% do orçamento da sua viagem. Sem falar que você não vai querer ficar na fila do SUS durante as férias, né verdade?!  

Clique no botão abaixo, faça um orçamento sem compromisso e veja como é fácil viajar seguro!

Perguntas frequentes

O que fazer na Ilha de Marajó?

Conhecer as praias, o centrinho e suas lojas de artesanato, provar carne e queijo de búfala, fazer o passeio do turu e pescaria. Veja mais informações.

Qual a melhor época para ir à Ilha de Marajó?

A melhor época de viajar para a ilha de Marajó é durante o período de sol que vai de julho a dezembro. Veja mais informações.

Quantos dias passar na Ilha do Marajó?

Recomendamos passar de 3 a 5 dias na Ilha do Marajó, para que você possa fazer passeios e aproveitar as praias. Veja mais informações.

Como ir para Ilha do Marajó?

De barco! Você deve pegar o barco no Terminal Hidroviário de Belém com rota para Soure ou Camará. Veja mais informações.

Passeios na Ilha de Marajó

Agora que você já sabe o que fazer na Ilha do Marajó e conhece os principais pontos turísticos e atrações, é hora de se programar e fazer suas reservas. Para te ajudar com essa programação, deixarei abaixo várias opções de passeios para você fazer em grupo ou de forma mais personalizada e individual.

Nossa hospedagem foi oferecida pelo Hotel Marajó.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest
4 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Rafae
Rafae
9 meses atrás

Bom dia, Andressa. Parabéns pelo relato.
Só senti falta das informações acerca do passeio para comer Turu.
Com quem fizeram?

Theo
Theo
10 meses atrás

Parabéns pelas informações postadas, são todas bem reais, nada de floreios apesar da empolgação do novo. Tudo bem didático.
Precisamos de mais postagens assim em Guias Turísticos.

Estamos viajando pelo mundo desde 2015 e mostrando tudo para vocês aqui no Viaje Leve. Quer conhecer o mundo de uma forma diferente? Vem com a gente que te mostramos!

Sobre o Blog

Brasil

ViajeLeve.net © 2015 - 2024. Todos os direitos reservados.

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

4
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x