O que fazer em Lisboa, Portugal

por Flávio Mendes

Portugal é um dos países mais baratos do oeste europeu, com uma cultura riquíssima, sem falar da gastronomia. Portanto, reunimos as principais dicas e o que fazer em Lisboa para você fazer uma viagem completa.

Nesse post você irá encontrar roteiros de 1, 2, 3, 4 e 5 dias em Lisboa para se organizar de acordo com as datas da sua viagem. Além disso, deixamos informações dos principais pontos turísticos da cidade.

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório para viajar para Europa?

Sem ele você pode ser proibido de entrar no país e o atendimento hospitalar pode sair bem caro na Europa. Você não quer viajar e ter uma dor de cabeça, né verdade!? O nosso parceiro Seguros Promo é um comparador de seguros viagem que garante os melhores preços. Faça uma cotação e conheça excelentes seguros para a sua viagem, ganhando 15% de desconto usando o código VIAJELEVE15.

QUERO UM ORÇAMENTO

Como chegar em Lisboa 

Saindo do Brasil existem várias opções de voos direto para Lisboa, pois é uma rota de entrada na Europa. Dessa forma, a cia aérea TAP é uma empresa portuguesa e opera em nosso país com muitos voos diretos. Porém a cia aérea Azul e Latam também disponibilizam voos para lá. 

Existem voos diretos das principais capitais do nordeste como Maceió, Natal, Recife, Salvador e Fortaleza. Contudo, você também pode contar com voos diretos para Lisboa saindo do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Belém, Brasília e Porto Alegre

Quem já mora na Europa pode contar com as cias aéreas low cost para fazer o trajeto. Além de chegar super rápido, ainda vai pagar tarifas super baratas e com descontos.

Para sair do aeroporto e chegar na cidade, você pode pegar o traslado compartilhado se quiser economizar. Contudo, se preferir maior privacidade ou estiver em grupo, o traslado particular também está a disposição.

Onde ficar em Lisboa

Escolher o bairro para ficar em Lisboa pode fazer toda a diferença enquanto você estiver pela cidade. Falo isso porque pode ser necessário usar transporte para se locomover e com isso perder tempo. Ainda assim é possível fazer muita coisa a pé, utilizar o metrô, bem como o bonde que serve boa parte da cidade. 

Vale comentar que os principais bairros que indicamos para ficar em Lisboa são o bairro Alfama, Bairro Alto e Baixa e Chiado. Além disso, é importante lembrar que há diversas vantagens em reservar o seu hotel com antecedência para aproveitar a disponibilidade e valores. 

Ficamos hospedados no Alface Hall Hostel, em uma das idas a Lisboa e podemos afirmar que é super localizado. Ele está no centro do Bairro Alto e fica acessível para diversos pontos estratégicos da cidade. 

Abaixo deixamos mais algumas sugestões de hotéis para te ajudar:

  • Para começar, o hotel Hotel Convento do Salvador fica em Alfama, um bairro bem tradicional de Lisboa, ou seja, você estará bem localizado para conhecer a cidade.
  • Outra sugestão é o hotel São Vicente Alfama Hotel, pois fica próximo de muitas atrações turísticas e também está no bairro Alfama.
  • Se quiser ficar no Bairro Alto, o Bairro Alto Hotel fará que os seus dias em Lisboa sejam perfeitos, afinal a localização e qualidade tem padrão 5 estrelas. 
  • Na mesma região, o The Independente Hostel & Suites é ótimo para quem gosta de um espaço mais jovem e descontraído.
  • Numa das áreas mais disputadas, o Hotel MeraPrime Gold Lisboa além de bem localizado fica a poucos passos de atrações, lojas e restaurantes, por exemplo.

Veja todas as opções para se hospedar na cidade

Lisboa card

Quem quiser visitar muitas atrações, recomendamos comprar o Lisboa Card, pois ele dá direito de entrar em 37 atrações. Além disso, você ganha descontos em outras atrações e lojas. Com ele também é possível utilizar o transporte público à vontade de acordo com o período contratado.

Você pode comprar o cartão com validade de 24, 48 e 72 horas para aproveitar a cidade. Com o cartão você não pegará filas e entrará rapidamente em atrações como Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém, por exemplo, que costumam ter filas quilométricas. 

É possível comprar o Lisboa Card aqui pelo blog com nosso parceiro Get Your Guide. Comprando aqui pelo blog você não paga nada a mais, pois custa o mesmo preço do site oficial e ainda nos ajuda a continuar criando conteúdo.

Note que você vai receber um voucher em seu email e precisará trocar em um dos postos de troca em Lisboa. Eles ficam nos seguintes endereços:

  • Aeroporto de Lisboa: no Posto de Turismo da área de desembarque, aberto das 07h00 às 23h30.
  • Centro de Boas-Vindas de Lisboa: na Praça do Comércio, aberto das 09h às 20h.

Por fim, deixamos a sugestão de contratar um ônibus turístico Hop-on Hop-off para se locomover com maior facilidade. Você pode comprar o ingresso de 24 ou 48 horas e ir direto aos pontos turísticos com conforto.

O que fazer em Lisboa

Lisboa entra no roteiro de muitos viajantes que estão indo pela primeira vez para Europa. Isso acontece porque falamos a mesma língua, ou seja, a comunicação facilita muito a vida de quem não fala outro idioma.

Agora que você já tem algumas informações para programar a sua viagem, é hora de saber o que fazer em Lisboa. Por isso, abaixo explicamos mais sobre as principais atrações da cidade e ao final você terá um roteiro completo à sua disposição.

Não esqueça de adquirir o seu seguro viagem para Portugal e embarcar tranquilo. Você, sua familia e amigos precisam viajar segurado para aproveitar tudo que há de melhor em Lisboa, provar a culinária local e fazer os passeios.

Ascensor da Glória

Também conhecido como Elevador da Glória, o bondinho mais famoso da cidade funciona como elevador desde 1885. Ele faz a ligação entre a Praça dos Restauradores e o Bairro Alto, através da Calçada da Glória. 

Você vai perceber que o percurso dele é bem rápido, mas ele está na ladeira mais íngreme da cidade. Quem tem o Lisboa Card não paga nada e pode pegar ele à vontade, por outro lado, quem não tem, deve pagar uma taxa.

  • Endereço: Restauradores ou S. Pedro Alcântara.
  • Horários: Funciona diariamente das 7h às 23h55, mas tem mudanças de horários de acordo com a estação e dias da semana.
  • Ingresso: €3,80 para 2 viagens.

Bairro Alto e Praça Luís de Camões

O Bairro Alto é formado por diversas ladeiras e ruas bem estreitas que fazem de lá um lugar especial. Durante o dia não é muito movimentado, mas no final da tarde os bares e restaurantes começam a abrir e a região fica lotada. 

Existem diversos restaurantes que você pode provar bacalhau a preços bem em conta. É possível comer um bom bacalhau entre €10 e €15. Partindo de lá, você vai dar de cara com o Largo de Camões, uma praça muito movimentada a noite.  À esquerda, andando por alguns metros fica o café A Brasileira.

Rua Augusta, Arco da Rua Augusta e Praça do Comércio

Esses 3 lugares ficam praticamente juntos, o que significa que você vai conhecê-los de uma vez só. Caminhando em direção à Praça do Comércio você provavelmente vai passar pela Rua Augusta e seu Arco. 

Esta rua e o arco, surgiram com a reconstrução da área que foi fortemente destruída por um terremoto. Hoje em dia ela é fechada para veículos e funciona como um grande boulevard com diversas lojas e restaurantes. Você pode subir no Arco para ter uma vista panorâmica e completa do Rio Tejo.

A Praça do Comércio é uma das maiores praças da Europa  sendo um lugar que não pode ficar de fora da sua lista. Nela, chegavam os barcos mercantes e também servia como porta de entrada para o comércio marítimo. No lugar onde hoje está a praça, foi o Palácio Real, mas ele também foi destruído pelo terremoto em 1755.

Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge
Castelo de São Jorge

O Castelo de São Jorge foi construído pelos muçulmanos em meados do século XI, mas só ganhou o nome de Castelo de São Jorge por volta do século XIV. O percurso até ele pode ser feito de 2 formas, a pé ou de bondinho elétrico.

Apenas recomendamos que você vá a pé se estiver com disposição, pois tem ladeira e escadaria pra chegar até lá. Para quem preferir pegar o bondinho, o número 28 vai até o castelo.

Sé de Lisboa e Igreja de Santo Antônio de Lisboa

A Sé de Lisboa é sede do patriarcado de Lisboa e da paróquia da Sé, por isso esta é a igreja mais antiga e importante da cidade, com sua construção tendo iniciado em 1147. Ela já sobreviveu a várias catástrofes naturais ao longo do tempo, dentre elas o terremoto que atingiu Lisboa em 1755.

Bem ao lado, fica a Igreja de Santo Antônio de Lisboa, que foi construída no local em que o santo nasceu. Nela também é possível visitar o quarto onde nasceu Santo Antônio, que também prevaleceu intacto mesmo após o terremoto.

  • Endereço: Largo da Sé.
  • Horários: Aberto diariamente das 09h30 às 19h exceto quartas e sábados que abre das 10h às 18h.
  • Ingresso: Gratuita, mas você pode conhecer com guia do tour essencial por Lisboa.

Elevador de Santa Justa

Placa da entrada do Elevador da Santa Justa em Lisboa
Placa da entrada do Elevador da Santa Justa em Lisboa

Em uma das travessas da Rua Augusta fica um dos transportes públicos que funciona há mais de 100 anos. Sim, o elevador de Santa Justa é considerado um dos meios de transporte da cidade, assim como os bondinhos que sobem algumas das ladeiras da cidade.

Desde 1902 o elevador transporta pessoas da Baixa até o Bairro Alto de Lisboa. A vista do alto é uma das melhores da cidade e ainda existe um restaurante no deck de observação. Portanto aproveite esse momento para fazer boas fotos da cidade e quem sabe uma pausa para o lanche.

  • Endereço: Largo do Carmo.
  • Horários: Aberto diariamente de abril a outubro das 07h30 às 23h e de novembro a abril das 07h30 às 21h.
  • Ingresso: €5,30 ida e volta comprando direto no elevador, mas com o Lisboa Card ele sai de graça.

Convento do Carmo

Um dos principais pontos turísticos de Lisboa, o Convento do Carmo, ou o que restou dele após o terremoto de 1755, chama a atenção seja por sua história ou por suas ruínas. O terremoto devastou boa parte de Lisboa, mas como o convento fica no alto de uma colina, sobreviveu.

Contudo, seu teto veio ao chão, deixando o convento a céu aberto. Dentre obras para reconstrução, mudanças de regras durante os anos, resolveram que ele iria permanecer sem seu teto. Ainda é possível visitar um museu que fica no mesmo local para conhecer mais da história.

  • Endereço: Largo do Carmo.
  • Horários: Aberto de segunda a sábado de junho a setembro das 10h às 19h e de outubro a maio das 10h às 18h.
  • Ingresso:  €5 ou €4 para quem tem o Lisboa Card.

A Ginjinha

A Ginja ou Ginjinha é um licor típico de Portugal, feito de uma ameixa portuguesa, que é servida em copinhos comestíveis de chocolate. A dose da bebida também pode ser servida em copos de vidro e você escolhe se quer com ou sem a ameixa.

Experimentamos ela em uma barraquinha em frente à Praça Do Comércio, mas o local mais famoso fica no café “A Ginjinha”. O local é pequeno, tanto é que muitos frequentadores compram a dose da bebida e a degustam em pé, em frente ao estabelecimento. 

  • Endereço:  Largo São Domingos, 8.
  • Horários: Aberto de segunda a quinta das 9h às 21h e de sexta a domingo das 9h às 22h.
  • Ingresso: Gratuito, mas a dose custa a partir de €1.

Padrão dos Descobrimentos

Padrão dos Descobrimentos em Lisboa
Padrão dos Descobrimentos

Bem de frente ao Rio Tejo, fica o Padrão dos Descobrimentos, um dos monumentos mais famosos da cidade. Ele tem forma de caravela com os principais navegadores da época, incluindo o descobridor do Brasil, Pedro Álvares Cabral.

Em 1940, para comemorar todas as conquistas de Portugal, eles inauguram o Padrão dos Descobrimentos. Inicialmente foi construído em material perecível, mas em 1960, para comemorar os 500 anos da morte do infante Dom Henrique, eles decidiram reconstruir.

Em 1985 ele foi reinaugurado como Centro Cultural das Descobertas. Além disso, é em frente a esse grande monumento que fica uma Rosa dos Ventos, com 50m de diâmetro, demarcando a rota das descobertas.

  • Endereço:  Av. Brasília – Belém.
  • Horários: Aberto diariamente de março a setembro das 10h às 19h e de outubro das 10h às 18h. Entre novembro e fevereiro, abre de terça a domingo das 10h às 18h.
  • Ingresso: €6 ou €4,80 para quem tem o Lisboa Card. Recomendamos que faça o passeio de veleiro ao pôr do sol para ver este monumento por outro ângulo.

Torre de Belém

Torre de Belém
Torre de Belém

No mesmo calçadão, só que um pouco mais à frente, fica a famosa Torre de Belém. O Rei D. João II tinha um plano para proteger a entrada do porto de Lisboa e por isso mandou construir 3 fortalezas. 

Essas fortificações são o baluarte de Cascais, a segunda do outro lado do rio, sendo a fortaleza de S. Sebastião da Caparica. Por último, a Torre de Belém, em homenagem a S. Vicente, que atualmente é o símbolo da cidade.

  • Endereço:  Av. Brasília – Belém.
  • Horários: Aberto de terça a domingo, de outubro a abril das 10h às 17h30 e de maio a setembro das 10h às 18h30.
  • Ingresso: €6, contudo essa atração é grátis para quem tem o Lisboa Card.

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos foi erguido por ordem de Dom Manuel I. É lá que estão os túmulos de Luís Vaz de Camões, Vasco da Gama e Fernando Pessoa. Por isso, em 1983 ele foi classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO.

Além disso, o prédio é espetacular e chama muita atenção com sua arquitetura que faz parte de um cenário único da cidade. Portanto, não deixe de visitar este local que faz parte da nossa sugestão de roteiro em Lisboa. 

  • Endereço:  Praça do Império – Belém.
  • Horários: Aberto de terça a domingo, de outubro a abril das 10h às 17h30 e de maio a setembro das 10h às 18h30.
  • Ingresso: €10 – Compre seu ingresso antecipado e evite filas.

Pastéis de Belém

Os Pastéis de Belém são famosos e por isso são fabricados desde 1837 da mesma forma. Só nessa loja os doces são chamados assim, ou seja, eles são chamados de Pastéis de Nata no restante de Portugal. 

Aquela paradinha estratégica no meio do seu roteiro pela região é algo que não pode ficar de fora, ainda mais, porque é um doce original da região. Por isso, indicamos fazer um tour pelo bairro de Belém com degustação do famoso Pastel de Belém.

Se você gosta de colocar a mão na massa, literalmente, pode fazer a aula de culinária de Pastel de Nata. Com ele você vai aprender os segredos desse famoso doce português. 

  • Endereço:  R. de Belém, 84 a 92.
  • Horários: Aberto diariamente das 8h às 21h.
  • Ingresso: Gratuito.

Costa da Caparica

Ponte 25 de Abril
Ponte 25 de Abril

Se você procura uma praia parecida com as do Brasil, a praia da Costa da Caparica é o lugar ideal. Para chegar lá, você deve pegar um barco no píer Cais do Sodré em direção a Cacilhas. A travessia demora 15 minutos, onde é possível ter uma visão diferente do Rio Tejo.

Chegando no píer Cacilhas e atravessando a rua, é só pegar um dos ônibus em direção a Costa da Caparica no terminal de ônibus em frente. A viagem demora 40 minutos e você terá que descer em um bulevar que dá acesso à praia.

A Costa da Caparica é muito frequentada por surfistas e também tem vários bares e restaurantes. Passamos apenas um dia por lá, mas recomendamos ficar mais tempo para aproveitar com calma. No fim do dia, você pode voltar de ônibus direto para Lisboa, parando na Ponte 25 de Abril, um dos cartões postais da cidade.

Parque das Nações

O Parque das Nações era uma região industrial que foi revitalizada para receber a EXPO 98. Ele foge do tradicional que vemos em Lisboa, pois é repleto de modernidade com seus edifícios de vidro e aço.

Recomendamos fazer o tour de bike elétrica para explorar a região ao máximo. Sem falar que o passeio pelo parque vale a pena, porque nele ficam diversas outras atrações que vamos falar a seguir. Nesta região você também vai encontrar vários bares e restaurantes se quiser fazer uma refeição ou tomar uma bebida.

Pavilhão do Conhecimento

O pavilhão do conhecimento é um museu interativo voltado à ciências, química, matemática e física. A missão deles é promover a cidadania apoiada no conhecimento científico de uma forma interessante. 

As exposições entram e saem de lá de tempos em tempo, mas tudo pode ser achado no site oficial deles. Você também pode visitar a sala de leitura e a cafeteria do local para descansar um pouco.

  • Endereço: Largo José Mariano Gago, 1 – Parque das Nações.
  • Horários: Aberto diariamente de segunda a sexta das 10h  às 18h e nos finais de semana e feriados das 11h às 19h.
  • Ingresso: €10, mas quem tem Lisboa Card ganha 15% de desconto.

Oceanário de Lisboa

Oceanário de Lisboa
Oceanário de Lisboa

Este é um dos aquários mais importantes da Europa, que nasceu junto com o Parque das Nações em 1998. Com toda certeza vale a visita, principalmente para os amantes da vida marinha ou se você vai com crianças. 

O mais legal de tudo é que a proposta deles não é deixar animais em aquários para gerar dinheiro com o turismo. A real intenção do oceanário de Lisboa é contribuir para a reprodução e conservação das espécies.

Teleférico do Parque das Nações

O teleférico de Lisboa percorre as margens do Rio Tejo, sobrevoando o Parque das Nações. São 1230m de percurso que é feito em pouco mais de 10 minutos para você ter uma vista panorâmica e espetacular da região.

Uma das melhores alternativas é fazer um passeio em Lisboa com teleférico incluído. Você poderá conhecer toda a cidade, visitar os principais pontos turísticos com guia e ainda vai no teleférico para completar o dia.

O que fazer em Lisboa à noite

A vida noturna de Lisboa é agitada, recheada de bares e casas noturnas renomadas. Além disso, te dão a oportunidade de provar a deliciosa culinária e os famosos vinhos do país. São diversos bairros que ganham toques da boemia portuguesa e atraem centenas de pessoas todas as noites.

Listamos algumas das regiões de Lisboa que nos chamaram mais atenção e que tem agito:

Alfama: Quem procura uma casa de Fado, esse é o local recomendado, pois há várias opções. Portanto, não vá embora de Lisboa sem antes assistir a um show de Fado.

Bairro Alto: Esta região é lotada de bares, restaurantes, bem como algumas baladas e casas de Fado com show. Como falamos anteriormente, o Bairro Alto também é bom para provar bacalhau português.

Cais do Sodré: Este bairro fica colado à estação portuária e por isso é recheada de bares e casas noturnas. Aproveite para ir a uma das baladas da região e se divertir a noite toda por lá.

Docas de Alcântara: Parte dessa região portuária foi revitalizada e por isso alguns armazéns se tornaram casas noturnas. Aqui você vai se sentir como um verdadeiro morador local.

Praça Luís de Camões: É nesta praça que muitos dos moradores locais costumam se encontrar antes de ir pra noitada. Você pode aproveitar para conhecer pessoas e tomar alguma bebida antes de continuar a noite pelas baladas da cidade.

Para quem ainda está indeciso sobre o que conhecer, recomendamos fazer um Pub Crawl em Lisboa. Nele você vai passar por diversos bares e terminar provavelmente em uma casa noturna.

Roteiro Lisboa

Lisboa
Lisboa

Criamos algumas alternativas de roteiros em Lisboa. Alguns dias parecem ter atrações demais, mas lembre-se que muitos desses pontos turísticos são praças, por exemplo, que podem ser visitadas em poucos minutos.

Além disso, se você fizer uma viagem com tranquilidade, passando um bom tempo em todas as atrações, fará como indicamos. Caso contrário, poderá fazer em menos dias e de acordo com seu ritmo de viagem. 

O último dia deste roteiro também pode ser substituído por um bate e volta para Sintra e Cascais. Elas são cidades vizinhas que estão a menos de 1 hora de trem. Em seguida, ainda recomendamos ir a Porto e conhecer esta região do país.

O que fazer em Lisboa em 1 dia

  • Praça Marquês de Pombal
  • Avenida da Liberdade
  • Ascensor da Glória
  • Igreja de São Roque
  • Bairro Alto
  • Miradouro de Santa Catarina
  • Praça Luís de Camões
  • Rua Augusta
  • Arco da Rua Augusta
  • Praça do Comércio

O que fazer em Lisboa em 2 dias

  • Miradouro da Graça
  • Castelo de São Jorge
  • Arco do Castelo
  • Miradouro de Santa Luzia
  • Sé de Lisboa
  • Igreja de Santo Antônio
  • Elevador de Santa Justa
  • Convento do Carmo
  • A Ginjinha

Lisboa em 3 dias

  • Padrão dos Descobrimentos
  • Torre de Belém
  • Mosteiro dos Jerónimos
  • Museu da Marinha
  • Pastéis de Belém
  • Palácio de Belém

O que fazer em Lisboa em 4 dias

  • Costa da Caparica (praia)
  • Sintra (cidade histórica)
  • Cascais (praia)

O que fazer em Lisboa em 5 dias

  • Parque da Nações
  • Oceanário
  • Telecabine Lisboa
  • Pavilhão do Conhecimento

Passeios em Lisboa

Com todas as informações e dicas do que fazer em Lisboa em mãos, é hora de se programar e fazer as suas reservas. Por isso, mais uma vez recomendamos o Get Your Guide para reservar excursões e ingressos em Lisboa e no mundo todo. Além de ser confiável, é seguro e vai evitar dores de cabeça durante a viagem.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest
2 Comentários
Mais velhos
Mais novos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Raquel
Raquel
4 anos atrás

O Lisboa viva permite viajar mais barato que a tarifa de 3,70€ no ascensor ou nos bondinhos. Não tem de ser Lisboa card. Fazer Cascais, Sintra e Costa da Caparica num dia é arrojado. 🙂 e em Belém tem de ir ao palácio nacional da ajuda.

Estamos viajando pelo mundo desde 2015 e mostrando tudo para vocês aqui no Viaje Leve. Quer conhecer o mundo de uma forma diferente? Vem com a gente que te mostramos!

Sobre o Blog

Brasil

ViajeLeve.net © 2015 – 2023. Todos os direitos reservados.

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

2
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x